Total de visualizações de página

terça-feira, 16 de junho de 2015

A SAGA DOS FOXWORTH, de V. C. Andrews

Consegui achar todos os livros, e passei semanas "devorando" a sala da família Foxworth.
Cada livro é uma história separada (mas não resisto às sagas... termina um livro, quero ler o outro!). São eles:

O JARDIM DOS ESQUECIDOS
A SAGA DOS FOXWORTH, VOL 1, de V. C. Andrews



É uma história intrigante.
Um casal rejeitado pela família, por motivos aparentemente religiosos, adota um sobrenome fantasioso e, juntos, têm três filhos que, de tão lindos e perfeitos, parecem modelos de bonecas. Entretanto, um trágico acidente interrompe a idílica felicidade familiar, fazendo com que a viúva e seus filhos, sem condições financeiras para sobreviver, procurem novamente o abrigo da poderosa família de origem.
Instalados na mansão, as três crianças são obrigadas a se esconder do avô, confinadas a uma sala fechada, com acesso apenas a um sótão úmido e frio. O que era para ser uma noite, depois dois dias, transforma-se em anos da trágica história contada pelos olhos inocentes das crianças confinadas neste mundo apertado.



PÉTALAS AO VENTO
A SAGA DOS FOXWORTH, VOL 2, de V. C. Andrews



As crianças conseguiram fugir, e agora começa a grande aventura: enfrentar o mundo, sozinhos, sem recursos e sem que nada os tivesse preparado para sobreviver.
Porém, a sorte bafeja as crianças fugitivas, na figura de um solitário médico. Recebendo de um estranho o amor e a segurança que não tiveram da própria família, as crianças enfrentam os dilemas da adolescência, os conflitos da própria sexualidade e o início da vida adulta. Cathy finalmente pode estudar o balé que tanto ama, Chris é a promessa do futuro bom médico.
Mas os anos de confinamento cobram seu preço. Nem todas as decisões são sensatas, e amor se confunde com culpa, insegurança, e decisões precipitadas que caminham beirando a tragédia.


OS ESPINHOS DO MAL
A SAGA DOS FOXWORTH, VOL 3, de V. C. Andrews



Depois de tanta dor e tragédia, Chris e Cathy constroem um lar feliz para eles e os dois filhos de Cathy. Jory, aos 14 anos, é um menino sensível e bonito, e Bart, com apenas 9 anos, já possui uma imaginação notável.
Mas o período de calmaria dura pouco. Primeiro, uma mulher de manto negro convida Bart para tomar sorvete com bolinhos, e lhe pede para chamá-la de "avó". Depois é a vez do esquisito mordomo, a aproximar-se do menino. Pouco a pouco, as histórias antigas ressurgem com um tom lúgubre, transformando o garoto a transformar-se até o limite entre a sanidade e a loucura, desesperando seus pais com atos de violência, auto destruição e perversidade.


SEMENTES DO PASSADO
A SAGA DOS FOXWORTH, VOL 4, de V. C. Andrews



Bart é um homem crescido, uma pessoa fria capaz dos maiores sucessos financeiros. Com a morte de sua avó e com sua parte da herança, reconstrói a velha mansão destruída pelo fogo, nos mínimos detalhes, graças a um velho tio que todos davam como morto, mas que ressurgiu do passado, um homem com a alma pesada de uma religiosidade repressiva e mágoas cultuadas desde a infância.
Porém, contra vontade, o testamento estipula de Chris e Caty serão obrigados a viver na mansão até a maioridade do filho, administrando a fortuna que o rapaz deverá herdar.
Lentamente, confronto a confronto, os conflitos de família vão-se resolvendo. Amor e lealdade são postos à prova, mas uma nova harmonia surge de forma inesperada, colocando fim à saga de mais uma geração dos Foxwort.


JARDIM DAS SOMBRAS
A SAGA DOS FOXWORTH, VOL 5, de V. C. Andrews


A saga termina, voltando às origens.
O último volume poderia ser o primeiro, porque conta a história da avó das crianças, desde que era uma jovem deselegante e quase conformada à vida de solteirona, o inesperado e veloz casamento com um homem conturbado, e a lenta deterioração de seus sentimentos ao enfrentar o sofrimento da contínua rejeição social do novo ambiente, mais a solidão e frieza de uma união improvável.
A maturidade, porém, traz as oportunidades de vingança, Aos poucos, adquire o controle sobre a vida das pessoas próximas, tomando iniciativas justificáveis e as transforma em pequenas maldades constrangedoras. E é neste ambiente repressivo que o amor inimaginável encontrou condições propícias para florescer.



Depois de ler a saga, li na internet que há filmes com o roteiro do livro.
Alguém já assistiu? (E gostou? Conte prá mim!)


VEJA TAMBÉM:
AMBER HOUSE
A MELHOR HISTÓRIA ESTÁ POR VIR
LIVRE
PARA O SEU PRÓPRIO BEM
ABANDONADA NO CAMPO DE CENTEIO
três romances de TATIANA DE ROSNAY



Nenhum comentário:

Postar um comentário